Revista ALAIC Nº 26

Revista Alaic: comunicação e educação gerando práticas transformadoras

 

 

                                                                                     

 

 

 

Os leitores podem acessar o n. 26 da Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, no link <www.alaic.org/revistaalaic/index.php/alaic/issue/view/29>. Publicada em português e em espanhol,  pela Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (Alaic),  a revista tem como objetivo principal promover a difusão, a democratização e o fortalecimento do pensamento comunicacional latino-americano.

 

Nessa vigésima sexta edição, referente ao primeiro semestre de 2017,  ela traz como dossiê “Comunicação, educação, tecnologia e desenvolvimento”. Trata-se de temas que integram os grupos de trabalho da Alaic há três décadas, tendo mesmo sido objetos de coletâneas publicadas pela entidade.  Ao produzir um dossiê específico sobre eles em tempos de grandes tranformações e de revolução da era digital, a revista quer contribuir para o debate e para intervir nos processos educacionais e socioculturais em benefício das populações latino-americanas. Segundo a editora da revista, Margarida M. Krohling Kunsch,  e as coordenadoras do dossiê   dessa edição, Luz María Garay, Monica Franchi Carniello  e Paula Morabes, a formação de uma consciência crítica só será possível se o processo comunicativo e o processo  educativo estiverem imbricados, gerando uma prática transformadora.

 

O dossiê  apresenta o estado da arte dos estudos nas áreas de comunicação, educação, tecnologia e desenvolvimento na pesquisa acadêmica latino-americana. O enfoque na comunicação se justifica pelo papel que a mídia desempenha nos processos sociais, fato que ficou ainda mais evidente com a tecnologia digital. O foco na educação é sustentado na incorporação de novas tecnologias nos processos educacionais, tanto presenciais como a distância. A tecnologia é o elo que fomenta a discussão proposta no dossiê. E o desenvolvimento, por fim, resulta do modo como uma sociedade lida com os processos, norteada pelo pensamento de qual sociedade ela quer ser.

 

Os trabalhos inseridos no número 26 resultam de pesquisas situadas no Brasil, na Bolívia, no Chile, na Argentina, no Uruguai, em Cuba e no México, refletindo a capilaridade dos estudos  que entrelaçam  comunicação, tecnologia e desenvolvimento na América Latina. O conjunto de artigos evidencia alguns aspectos norteadores deste debate. Um primeiro aspecto é a permeabilidade das mídias tradicionais e sociais nas diversas instâncias da sociedade, desde os espaços institucionais até grupos minoritários que se apropriam das tecnologias de comunicação para ampliar sua voz na sociedade. Um segundo aspecto é o que legitima a escola como protagonista da mudança social por meio da educação, estabelecendo a  interface com o campo da comunicação por meio da difusão do conceito e das práticas da chamada educomunicação. Um terceiro aspecto é o que apresenta estudos de mídias que se estruturam como instrumentos de desenvolvimento regional, ao se distanciarem do modelo de mídia comercial, predominante na maioria dos países latino-americanos.  


A editora e as coordenadoras do dossiê desse número 26 da Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación  esperam que os textos contribuam para os estudos e as práticas  da comunicação e  educação com vistas a  intervervir  na sociedade e em defesa de uma formação mais qualitativa e crítica dos comunicadores e educadores latino-americanos.